2º Princípio: Pais também são Gente

Chegamos ao mês de fevereiro, e assim como filhos rebeldes que já enfrentam problemas com o uso de drogas e a doença da adicção, os próprios pais devem saber que eles também são gente. Celso Garrefa, voluntário do AE, em Sertãozinho, interior de São Paulo explica que este talvez seja o princípio mais óbvio do programa Amor-Exigente. “Mas influenciados por uma sociedade que cobra dos pais uma perfeição que não está ao nosso alcance, esquecemo-nos dessa verdade e nos frustramos. A perfeição é divina e não somos Deus”, ele alerta. “Somos humanos e devemos aceitar com tranquilidade nossas imperfeições.  Reconhecer nossa humanidade significa fazer ao outro o melhor que podemos, sem, no entanto, nos esquecer de nós mesmos e nos abandonarmos”, Celso completa.

Isso quer dizer, segundo ele, quem não se valoriza dificilmente será valorizado pelo outro. “Filhos não respeitam quem eles não admiram, portanto, como gente, cuidemo-nos de nós mesmos, sem nenhum sentimento de culpa”.

E nesta primeira semana deste novo princípio, Celso Garrefa assina do encarte especial da “RevistAE” de fevereiro e sugere sugestões para partilhar nas reuniões. Confira:

– Em que momentos nós esquecemos que somos seres humanos e buscamos uma perfeição que não está ao nosso alcance? O que fazer para nos sentirmos mais “gente”?

– Que planos ou sonhos foram paralisados em razão do problema que enfrentamos? Como podemos retomar nossos objetivos?

Não esqueçam que hoje, a partir das 20h, acontece a reunião do grupo “Sobriedade”, na sede da ASSAE (Associação São Sebastião de Amor-Exigente”, rua Ipiranga, nº153, região central do município.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *