Sobriedade: AMOR!

Embora cronologicamente tenhamos começado um novo ciclo princípios, o amor, que dá o nome ao nosso programa deve cercear nosso tratamento e vida durante todo o ano para ser destaque, novamente, no mês de dezembro quando retornaremos ao 12º Princípio, já em outro momento da trajetória de cada um. A recuperação é cíclica e o amor deve ser uma constante nesse processo.

Dona Mara Silvia Carvalho de Menezes, cofundadora do AE e membro do conselho deliberativo da FEAE (Federação de Amor-Exigente), para nós membros do AE, atualmente é nossa maior referência viva desse amor. Em sua partilha sobre o amor e a sobriedade conquistada por meio do programa, ela conta o que considera importante em sua experiencia pessoal. “Já vivi tanto, e tenho percebido com clareza coisas, verdadeiramente importantes, que talvez possam também ajudar você, possam levar esclarecimentos e definições para sua própria vida”, observa. “Sou cristã, católica, agora viúva de um médico competente e culto que como presbiteriano, protestava em favor de Cristo. Sempre, no meu dia a dia, tentei viver bem perto de Deus, e o Deus trino, Pai, Filho e Espírito Santo me enchiam de esperança e aproximação e a inspiração com o Divino de que eu precisava vinha por meio dele”, diz ela.

Entretanto, Dona Mara também explica que quando seu filho mais velho morreu, com 20 anos, percebeu que faltou forças para sobreviver, suportar a dor e continuar. “O exemplo mais próximo de mim, mais forte e consolador, foi o da mãe do meu senhor”. “Meu Deus, como ela conseguiu? e a resposta veio: Lembra-se, ela adotou o apostolo João, ela amou e adotou todos os filhos de Deus. Tentei segui-la e deu certo”.

Agora – Agora, muito mais velha, sozinha e com apenas dois filhos em momentos importantes da vida deles, Dona Mara ressalta que a falta da família são fatores que evidenciam a solidão e o ninho vazio. “Então, outra vez, quem me salva e me traz alegria e plenitude é Maria, a mãe de Jesus”. “Como disse o padre Douglas, em uma de suas homílias, ela foi a maior de todas as crentes. Foi a primeira a acreditar e dar a sua vida para que se cumprisse a vontade de Deus”.

E na anunciação, revela Dona Mara, ela disse ao anjo: “Aqui está a serva do Senhor; que se cumpra em mim a tua palavra”. “Ela disse sim a Deus e começou a evangelizar, a levar Jesus com ela, onde quer que ela fosse. Força, Fé e Alegria com muito Amor, foram sua marca”.

E Dona Maria diz que, mais uma vez, quer imitar Maria, nossa mãe. “Adotar a todos, levar Jesus comigo sem precisar fazer discursos, de boca fechada viver a minha fé, levar solução, força, fé e alegria”. “E que todos possamos viver o verdadeiro amor”, diz.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *